Ciência 360º

Empatia e acolhimento na pós-graduação em tempos de pandemia

É momento de valorizar as instituições inovadoras e de aproveitar os conhecimentos que, dentro das formas que a Pandemia permite, estão sendo ofertados com o mesmo padrão de qualidade.

Colaboração: Dr. Alessandro Coutinho Ramos

Professor Titular e Diretor de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Vila Velha (UVV)

E-mail: alessandro.ramos@uvv.br

Em período de pandemia, existem muitos professores/pesquisadores executando um trabalho exaustivo para transformar suas aulas presenciais em telepresenciais. Trata-se de um novo planejamento que tem requerido criatividade, dedicação, aprendizado de novas dinâmicas e práticas pedagógicas e, acima de tudo, muita superação. Afinal, em época da COVID-19, quando o medo, a insegurança e a incerteza quanto ao futuro imperam, o melhor é, de fato, adotar o isolamento social.

Ao mesmo tempo, não podemos nos furtar de refletir sobre as desigualdades, nem de pensar nas crianças carentes de escolas sem recursos a novas tecnologias, sem acesso à internet ou mesmo ao computador. Elas estão sem a merenda que é, por vezes, a única fonte de alimentação do dia de que dispõem. Imagine o quanto essas crianças gostariam de ter a oportunidade da sua educação não parar na pandemia?

Muitas universidades já assumiram que não conseguirão implementar atividades 100% online na graduação e na pós-graduação durante o período de isolamento social. 

Nós, do time de professores orientadores da pós-graduação stricto sensu da Universidade Vila Velha, não apenas estamos trabalhando com muita empatia, acolhimento e dedicação nas atividades de ensino, pesquisa e orientação telepresenciais, mas temos mantido, sem perdas, o nosso padrão de qualidade. Em vez de um distanciamento, temos notado, a cada dia da quarentena, uma aproximação ainda maior entre o nossos alunos, professores e familiares.

A Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão, seguindo as diretrizes da UVV, implantou um modelo de aulas e orientação em tempo real, e com práticas pedagógicas ajustadas a este modelo “Live EaD UVV”. Está sendo uma experiência incrível e extremamente exitosa nos cursos de mestrado e doutorado da universidade.

Para a Dra. Denise Endringer, Pró-Reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão da UVV, ver todo o empenho da comunidade acadêmica em manter viva a nossa Pós-graduação stricto sensu e ser capaz de reinventar-se, buscando “estar próxima dos alunos e uns dos outros”, é um motivo de orgulho. 

Vale ressaltar que a nossa união e solidariedade tem feito a diferença. Temos a certeza de que os aprendizados deste período, nos tornará ainda mais fortes e de que teremos, em breve, resultados positivos oriundos desse novo mindset na pós-graduação.

É momento de valorizar as instituições inovadoras e de aproveitar os conhecimentos que, dentro das formas que a Pandemia permite, estão sendo ofertados com o mesmo padrão de qualidade. A educação e a ciência não podem parar!

É imperativo que fique claro que existe muitos esforços individuais e coletivos envolvidos nesse processo. Então, toda vez que o seu professor terminar a aula ou orientação on-line, não esqueça de lhe dizer um “MUITO OBRIGADO!”

Extraído de: https://movimentoonline.com.br/home/2020/03/31/empatia-e-acolhimento-na-pos-graduacao-em-tempos-de-pandemia/

Saulo Malbar

E-mail: saulomalbar@gmail.com

Editor

Possui experiência na gestão de Programas de Pós-Graduação, pesquisa científica e tecnológica, desenvolvimento de projetos customizados para empresas de P, D & I.

Add comentário